Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

img-prog-falecast
No comando: Falecast

Das as

Cruzeiro vacila em casa e perde para Grêmio na estreia do Campeonato Brasileiro

Compartilhe:
20180414_cruzeiro_x_gremio_025

(Foto: Yuri Edmundo/BP Filmes)

Criação e finalização de jogadas foram problemas enfrentados pelo time celeste

Por Bernardo Estillac

Mais de 19 mil pessoas estiveram no Mineirão acompanhando a estreia de Cruzeiro e Grêmio pelo Campeonato Brasileiro de 2018. Os dois campeões estaduais e os maiores e mais recentes campeões da Copa do Brasil (Grêmio em 2016 e Cruzeiro em 2017) entraram em campo para um dos maiores clássicos nacionais. A bola rolou com transmissão da Rádio Estudantil!

O inicio da partida se desenhou de forma truncada, com as equipes buscando controlar o meio de campo, mas com dificuldade na criação de jogadas. Os lances de maior perigo saíram em jogadas de bola parada.

Com pouca criatividade, o destaque da primeira etapa ficou mesmo para as competências defensivas das duas equipes. Do lado cruzeirense se destaca o comprometimento defensivo do atacante Rafael Sóbis e a grande atuação pelo alto do zagueiro Dedé. Pelo lado gremista, se destaca a capacidade de controle do meio-campo, o time gaúcho foi aos vestiários com 67% de posse de bola.

No segundo tempo o placar não permaneceu zerado por muito tempo. Aos 9 minutos de bola rolando, Ramiro avançou em velocidade pela direita, chegou até a linha de fundo e cruzou para a área. Éverton desviou de cabeça na primeira trave e André completou no segundo pau dando um carrinho na bola e a mandando para o fundo do gol de Fábio, Grêmio 1 a 0.

Após o gol, as chances de ambas as equipes começaram a acontecer de forma menos escassa, abrindo espaço para os jogadores rápidos em campo. Em uma jogada em velocidade, o uruguaio Arrascaeta foi acionado pela esquerda e o zagueiro argentino Kannemann o atingiu por trás, cometendo falta perigosa e violenta. O duelo dos vizinhos da fronteira sul terminou com a expulsão do argentino quando o relógio marcava 27 minutos do segundo tempo.

Kannemann se negou a sair do gramado e ficou alguns minutos reclamando com o árbitro. Passada a confusão, o técnico Renato Gaúcho sacou o autor do gol, André, e mandou Bressan ao gramado para recompor o sistema defensivo.

(Foto: Agência I7) (Foto: Agência I7)

Mesmo com um a mais o Cruzeiro sofria para criar jogadas. O grande momento do time mineiro na partida aconteceu já nos minutos finais. O árbitro Rodolpho Toski Marques determinou sete minutos de acréscimo para compensar o tempo perdido após a expulsão e com as substituições das equipes. Durante o tempo adicional o Cruzeiro pressionou o time gremista com muitas bolas levantadas na área, Arrascaeta e Mancuello chegaram a levar perigo ao gol de Marcelo Grohe, mas não conseguiram o empate. A partida terminou com vitória do tricolor gaúcho por 1 a 0.

O próximo jogo do Cruzeiro é pela Copa Libertadores, contra a Universidad de Chile, fora de casa. O jogo crucial para manter o time mineiro vivo na competição será na quinta-feira (19), às 21h30. O Grêmio também tem um confronto pela Libertadores no meio de semana. O time gaúcho vai até o Paraguai enfrentar o Cerro Portenho na terça (17), às 21h30. Vencendo, o Grêmio assume a liderança de seu grupo.

 

Ficha técnica:

Cruzeiro: Fábio, Edílson, Dedé [CA], Leo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral [CA] (Macuello), Arrascaeta, Robinho (Rafael Marques) e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Sassá). Técnico: Mano Menezes.

Grêmio: Marcelo Grohe, Léo Moura, Paulo Miranda, Kannemann [CV] e Bruno Cortez; Maicon (Jailson), Arthur e Ramiro [CA]; Éverton (Michel) e André (Bressan). Técnico: Renato Gaúcho.

15.446 pagantes, 19.285 presentes. Renda de  R$ 418.305.

Deixe seu comentário:

Curta nossa página no Facebook